Se você cair de paraquedas nesse filme, vai achar que é apenas um drama estrelado por dois atores contratados da Marvel: Michael B. Jordan (Pantera Negra) e Brie Larson (Capitã Marvel). Mas se você está realmente indo com esse pensamento, está ofendendo o que realmente “Luta Por Justiça” se trata.

Em duas horas de narrativa, somos introduzidos em uma história real dirigida por Destin Daniel Cretton, baseada no livro de Bryan Stevenson, onde acompanha o jovem advogado interpretado por Jordan em sua luta célebre por justiça. Após se formar em Harvard, Bryan vai ao Alabama para defender pessoas que foram condenadas injustamente sem contar com representação adequada, onde terá o apoio da advogada local Eva Ansley (Larson).

Um de seus primeiros – e mais polêmicos – casos é o de Walter McMillian (Jamie Foxx) que, em 1987, foi condenado à morte pelo assassinato chocante de uma jovem de 18 anos, apesar das evidências que apontavam sua inocência e o fato de que o único depoimento contra ele veio de um criminoso com motivos para mentir. Nos anos que se seguem, Bryan se envolve em um labirinto de manobras legais e políticas, além de racismo, à medida que luta por Walter e outros como ele, contra todas as adversidades – e o sistema. 

Reprodução: WARNER BROS. ENTERTAINMENT INC. / Jake Giles Netter

O filme traz uma carga emocional de uma maneira brilhante e bem adaptada. É impossível não se comover com o drama de Water (ressaltando a impecável atuação de Jamie Foxx) e dos outros presos que estão sendo defendidos por Bryan e entender as duras críticas ao sistema prisional americano.

Michael B. Jordan consegue protagonizar o filme muito bem. Em determinados arcos, o ator traz uma imponência e uma postura que consegue passar uma brilhante atuação ao espectador – fica quase que impossível imaginar outro ator encarnado o personagem. Sua química com Foxx em cena traz exatamente o que o filme quer propor – amizade, apoio e determinação.

Paralelo ao drama de Water McMillian somos apresentados a dois personagens que também sofrem no corredor da morte: Anthony Ray Hinton (O’Shea Jackson Jr.) e Herbert Richardson (Rob Morgan) que trazem a proposta de mostrar como sistema americano é racista e condena sem nenhuma chance de ressocialização e defesa. – Rob Morgan acaba protagonizando a cena mais impactante de todo o filme.

Como alívio, temos cenas de Bryan tentando buscar refugio na comunidade negra do Alabama, frequentando a igreja católico-africana e entrando em contato com a família de Walter para entender o caso. (A trilha sonora é de extrema importância para as cenas e muitas são compostas por letras que falam de liberdade num período de escravidão americana).

Antes de concluir temos que falar da atuação de Brie Larson que da a vida a Eva Ansley – podemos dizer que é a unica coisa fraca do filme, mas não por algum defeito da atriz e sim porque o roteiro foca em personagens negros e a forma de mostrar como o racismo ainda é muito personagens na cultura americana. Mesmo se passando entre o final dos anos 80 e inicio dos anos 90 – o retrato desse racismo ainda perdura quando vemos um filme dessa qualidade, com uma excelente atuação de Jordan e Foxx é ignorado pelo Oscar.

Reprodução: WARNER BROS. ENTERTAINMENT INC. / Jake Giles Netter

No final “Luta por Justiça” não é só um filme que traz uma história sobre um condenado injustamente pelo sistema. Também não é só uma critica dura ao sistema prisional – é uma aula exposta sobre como racismo define leis, ordens e posições na nação americana e também uma aula de contextualização sobre a cultura negra do país. Quem comprar o ingresso pra ver esse filme vai sair com a sensação de dinheiro bem gasto.

O filme esteia no dia 20 de janeiro. Confira o trailer:

NOTA: 9,0

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s