Segundo a Variety, a iniciativa de diversidade e inclusão tem sido um grande foco para o Oscar nos últimos anos, como demonstrado pelo aumento de sócios para a premiação. Hoje, como parte da iniciativa Academy Aperture 2025, a AMPAS anunciou novos padrões de representação e inclusão para ser elegível na categoria de Melhor imagem.

Para as cerimônias do 94º e 95º Oscar, programadas para 2022 e 2023, um filme enviará um formulário confidencial de Padrões de Inclusão da Academia para ser considerado o melhor filme. A partir de 2024, para o 96º Oscar, um filme inscrito na categoria de melhor filme precisará atender aos limites de inclusão ao atender a dois dos quatro padrões.

Todas as outras categorias da Academia manterão seus requisitos de elegibilidade atuais. Para categorias como longa-metragem de animação, longa-metragem documental e longa-metragem internacional, que se submetem à consideração da melhor fotografia, serão abordadas separadamente.

Alguns desses padrões de elegibilidade incluem a presença de atores asiáticos, negros, hispânicos, LGBTQA+, Nativos de países que são cenários para os filmes e outros critérios que serão exigidos de acordo com cada película.

Será que teremos uma cerimônia mais diversa daqui pra frente?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s