Você conhece Enola? Talvez nunca tenha ouvido falar dela, porém temos certeza que conhece seus irmãos mais velhos, Mycroft, e o detetive mais famoso do mundo, Sherlock Holmes. Só de sabermos desta árvore genealógica, o que esperar da trama está na ponta da língua: mistério!

A história de Enola Holmes é uma série literária de 6 livros criada por Nancy Springer, no ano de 2006. Sendo spin-off das aventuras de Sherlock, a jovem Enola é curiosa e, assim como seu irmão mais velho, é detetive. Ou quase.

A Netflix anunciou em 2019 a produção que conta com Henry Cavill e Sam Claflin, respectivamente como Sherlock e Mycroft, e Millie Bobby Brown, (nossa Eleven de Stranger Things), como Enola Holmes. A jovem se vê protagonista de um grande mistério quando sua mãe, Eudoria Holmes (Helena Bonham Carter), desaparece sem deixar rastros. 

Sem mais delongas, o filme é muito bacana! A protagonista também é a narradora da história, o que traz muitas cenas que quebram a quarta parede, então podemos entender melhor ainda o que se passa em várias delas, sem falar na proximidade que sentimos com a história, já que ela fala e olha diretamente para quem assiste.

O desaparecimento da matriarca Holmes chama atenção de seus filhos mais velhos, que voltam ao lar onde nasceram, com opiniões diversas sobre como as duas vivem. É nítido como o filme quer mostrar a relação de pessoas da mesma família, e como cada membro dela tem uma perspectiva diferente em relação ao mundo.

Outros assuntos são colocados em pauta, inclusive como Enola e a mãe são consideradas “selvagens” por não serem exemplos de mulheres belas, recatadas e do lar que existiam na era vitoriana, quando se passa o filme. A jovem é muito inteligente e destemida, o que faz que a mesma consiga se desdobrar em situações mais tensas, como é mostrado ao longo do filme. Também é uma representação das mulheres feministas da época, que incomodavam a sociedade, e eram consideradas loucas e sem educação, apesar da inteligência inquestionável.

O filme mostra muito da evolução das mulheres na sociedade, como as mesmas se organizavam para lutarem por seus direitos, e como os homens, que se esforçavam para impedi-las, eram (e são até hoje) muito favorecidos por se absterem de situações que, por algum motivo, não faziam parte do seu interesse.

Temos mais um mistério que movimenta o filme, que faz com que Enola use sua inteligência para resolvê-lo e mostre que a mesma é bem parecida com seu irmão Sherlock, mas sobre este, vamos deixar que vocês descubram ao longo do filme, hehe!

Para finalizar, o grande propósito do filme é incentivar que cada um deve seguir seu próprio caminho para viver a vida que deseja, não a que é imposta por padrões ou famílias. É um passatempo super empolgante para agitar sua semana, #ficaadica!

NOTA: 9/10

Confira o trailer do longa:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s