Nessa sexta-feira (2), saiu um dos mais comentados episódios da segunda temporada de ”The Boys”, série da Amazon Prime que vem ganhando novos fãs a cada episódio lançado. A série baseada nos quadrinhos criados por Garth Ennis e Darick Robertson traz uma sátira sobre os heróis parecidos com que conhecemos nos universos da Marvel e da DC Comics.

Depois de assistir as duas temporadas da série, resolvemos listar cinco motivos para você começar a maratonar “The Boys” (que já tem sua terceira temporada confirmada, com Jensen Ackles (estrela de Sobrenatural) no elenco – confira mais detalhes).

1 – Reflexão sobre o universo dos super herois

“Os Sete – grupo de super herois em The Boys” – Amazon Prime/Reprodução”

Em “The Boys”, somos apresentados aos Seven, um grupo muito parecido com os Vingadores e a Liga da Justiça (formados por Capitão Patria, Queen Maeve, Black Noir, Profundo, Trem Bala, Translucido e a nova integrante: Luz-Estrela). Seu objetivo é obvio: lutar pelo bem da humanidade, principalmente na pátria americana.

Mas a realidade não é bem assim. Durante o desenrolar da narrativa, vemos que na verdade eles não estão tão preocupados assim com a sociedade e sim em satisfazer os seus próprios desejos e excentricidades adquiridas através do poder da fama. O que nos faz pensar o fato de que os heróis tradicionais que tanto conhecemos poderiam ser assim: (quem não se revoltou ao ver as atitudes do Homem de Ferro nos quadrinhos de Guerra Civil? Ou nunca parou pra pensar que o Batman poderia ser só um riquinho mimado querendo influência dentro de Gotham City?), a série traz um lado que nunca foi contextualizado em nossas infâncias.

2 – Roteiro inteligente:

“Os Rapazes” (The Boys) – Amazon Prime/Reprodução

O egoísmo e a burrice dos super. heróis acabam fazendo inimigos ao longo dos episódios e logo somos apresentados aos “Rapazes“, gangue liderada por Billy Bruto (Karl Urban), ex agente da CIA, que tem a sua vida afetada pelo Capitão-Patria e decide travar uma guerra contra qualquer super no universo.

As cenas envolvendo os Rapazes trazem não só o alivio cômico da série, mas também toda expectativa que podemos criar para que eles possam vencer a Vought (empresa responsável pelo gerenciamento dos Super Herois).

Sem dúvida, Billy é um personagem mais queridos para aqueles quer gostam de filmes de ação, pois se assemelha com muitos justiceiros que conhecemos das telonas. Além disso, o resto da gangue como o Hughie (Jack Quaid), o Francês (Tomer Capon) e o Leitinho (Laz Alonso) também tem o seus momentos de favoritismo.

3 – A série é uma critica direta ao capitalismo americano

Capitão Patria – The Boys – Amazon Prime/Reprodução

Se o Capitão América e o Super Homem foram criados para mostrar o poder de influencia dos Estados Unidos em tempos de Guerra fria, o Capitão Patria foi criado justamente para fazer uma crítica a isso.

Isso porque o Capitão Patria (Antony Starr) é um super heroi medíocre, egocêntrico e possessivo que busca encenar o tempo inteiro diante das câmeras uma ideia de salvador do mundo e alguém que deveria ser adorado por todos, exatamente como a maioria dos presidentes e líderes americanos ao longo da história.

Porém, ao ser contrariado, O capitão Patria toma medidas muito agressivas e impulsivas, sendo uma crítica bem feita ao modo de agir da nação americana ao longo da história.

4 – A série tem diversidade, mesmo não sendo esse o seu foco:

Trem Bala, interpretado pelo Jessie T. Usher – Amazon Prime/Reprodução

Precisamos falar desse tópico, mesmo ele não sendo o foco da série, estamos num momento onde precisamos cada vez mais vermos uma representatividade no universo cinematográfico em geral, e The boys cumpre bem isso.

Temos o Trem Bala (Jessie T. Usher) que é um super herói negro, temos o Francês (Tomer Capon) que ao longo da série vai mostrando sua pansexualidade e outros personagens LGBTQA+ que são revelados ao longo da historia (sem spoilers aqui)

mesmo tendo um roteiro mais sátiro, o cast escalado para a série foi bem decidido pelos produtores e isso é um ponto crucial nas produções dos últimos tempos.

1 – Bons Desfechos:

Capitão Pátria e Queen Maeve – Amazon Prime/Reprodução

A série possui uma bom conclusão de roteiro no fechamento de cada temporada – gerando expectativas para o que vem a seguir. Tanto a primeira temporada de The Boys, quanto a segunda, os espectadores ficam em desespero para saber qual será o desfecho daquele embate, ou da história a ser contata.

É impossível não se envolver com os dramas de cada personagem, a narrativa faz isso de uma forma sorrateira, é impossível não maratonar.

The Boys está disponível no catálogo do Prime Video, partiu assistir?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s