Estando no mercado de webséries desde 2017, a diretora e roteirista Thaiane Soares, é dona e proprietária da Linha Produções, produtora carioca de audiovisual independente e responsável por grandes tramas de sucesso, como por exemplo: “Magenta”, “Ellas”, “La Vida de Las Mujeres”, “Encontro”, “Vício”, entre outras.

Tendo sido produzidas de forma independente e sem apoio de patrocinadores, as tramas veem alcançando um público cada vez maior e, conquistando também, o olhar de profissionais e especialistas do audiovisual pelo mundo, com indicações em diferentes festivais internacionais.

Recentemente a websérie “Magenta” foi indicada ao Rio Webfest 2020 como Melhor Série Brasileira, “Melhor Série Dramática” e “Melhor Atriz de Drama”, em que a protagonista Priscila Buiar foi selecionada. “Ellas” também compõe os indicados do evento, concorrendo na categoria “Melhor Série de Quarentena”.

Conversamos então com Thaiane Soares, que nos contou pouco mais sobre os sucessos da série e todas as indicações aos festivais pelo mundo. Confira na íntegra abaixo:

CP – Recentemente as webséries da Linha Produções tem recebido indicações em diferentes festivais pelo mundo. Como é ver suas idealizações conquistando o olhar de profissionais do audiovisual?

É uma grande surpresa e também gratificante, pois tem muito conteúdo bom pelo mundo e poder estar dividindo o espaço com tantos criadores incríveis é uma honra. A gente luta muito para conseguir tirar uma ideia do papel, esse reconhecimento é uma confirmação que estamos trilhando o caminho certo”.

CP – “Ellas” e “Magenta” foram selecionadas para a edição deste ano do Rio Webfest. Como foi ver esses dois projetos indicados ao festival?

Assim que começou a transmissão, estávamos eu e a Giul Abreu, minha sócia, torcendo para ouvir o nome de algumas de nossas séries. Ficamos muito felizes quando ouvimos “Ellas”. No meio de tantas inscrições, estar ali no recorte com um conteúdo 100% virtual, nos afirmou que para o audiovisual não existem barreiras. A gente continuou ali torcendo, mas em uma seleção nada é certo, tudo pode acontecer. Quando ouvimos o nome de “Magenta” em 3 categorias diferentes foi mágico. Toda a equipe de Magenta 2 merece muito. Foram muitos dias de luta para conseguir fazer a série acontecer. Sou muito grata a todos os envolvidos no projeto e ao Rio Webfest por ter um olhar tão sensível na escolha dos projetos”.

A web série ”Magenta” foi indicada a três categorias no Rio Web Fest desse ano – Linha Produções/Reprodução

CP – Na edição do ano passado do Rio Webfest “Magenta” recebeu indicações e vocês levaram para casa o prêmio de “Melhor Elenco de Drama”. Desta vez a 2ª temporada também conquistou espaço no festival, além de continuar sendo indicada em outros pelo mundo. O quão significativo isso é para você?

“”Magenta” é um projeto que ganhou o amor dos fãs da Linha Produções e desde o ano passado conseguimos ver o quanto essa série está voando. É uma injeção de ânimo para continuar produzindo. E é incrível ver que o conteúdo agrada pessoas além do seu público, que está sendo bem aceito no mercado”.

CP – Como foi a escolha de Priscila Buiar para integrar ao elenco e protagonizar a série?

A Buiar caiu de paraquedas na primeira temporada, pouco tempo antes das gravações. Ela respondeu um anúncio que colocamos em uma rede social e quando foi selecionada de cara ela já abraçou o desafio.” Já tínhamos a Giul e a Rebeca no elenco, que tinham acabado de vir de uma série juntas e que já tinham intimidade. Sabíamos que não ia ser fácil trazer uma pessoa 100% nova para formar esse trio. Porém logo nos primeiros dias de gravação, a gente já não via “Magenta” sem a Priscila.

CP“Ellas” é uma produção de quarentena, tendo sido idealizada, escrita e dirigida por você. E, ela acabou sendo indicada para concorrer a um prêmio nessa categoria no Rio WebFest. Considerando o momento em que estamos vivendo, o quão importante você considera a abertura de um espaço para esse tipo de projeto em um festival grande como esse?

Ter essa categoria especial aberta, nos tempos que estamos vivendo, só reforça o quanto os profissionais do audiovisual são criativos e que nenhuma adversidade é motivo para desistir do seu sonho. E também o quanto o festival está atento a cada conteúdo inscrito, colocando cada um deles na categoria que ele mais se enquadra e fazendo-o ter ainda mais força no mercado.

Série ”Ellas” foi indicada na categoria ”Melhor série de Quarentena” no Rio Web Fest – Linha Produções/Reprodução

CP – Ao que você atribui o sucesso de “Magenta” e de Ellas? O que essas webséries têm de especial na sua visão?

“”Magenta” acho que é o que as pessoas idealizam o que elas querem para vida delas. Essas mistura de amor, fúria, paixão, tristeza. De ter a sorte de um amor algumas vezes tranquilo rsrs. Apesar de todos os contratempos que o casal Nina e Manu vivem, elas só se fortalecem, é algo que parece indestrutível”. 

Já em “Ellas” acho que tem relação com a adolescência. Como se você entrasse em uma máquina do tempo e lembrasse daquela professora do ensino médio que você tinha um grande tombo, que era sua crush. Só que agora estava ali, materializado em uma série que a professora permitiu viver aquele amor proibido. A história coloca o espectador para imaginar como seria se ele tivesse conseguido viver aquele amor”.

CP:  Além do espaço no Rio Webfest para “Ellas” e “Magenta”, as outras webséries da Linha Produções, também idealizadas e dirigidas por você, vem conquistando indicações e prêmios em festivais pelo mundo, como por exemplo “Virus”, “Encontro” e “La Vida de Las Mujeres”. Depois de todo o trabalho vivenciado em todas as produções, como vem sendo receber todas essas indicações?

Apesar desse ano atípico que, de certa forma estamos produzindo menos do que o normal – bom isso no meu caso -, foi muito ter tido tempo para editar quase todos os conteúdos e conseguir jogar eles no mundo. E poder curtir cada conquista com mais calma. Esse ano foi um ótimo ano para Linha apesar de tudo que vem acontecendo no mundo. Nunca lançamos tantos conteúdos em um ano só e nunca tivemos tantas indicações a festivais. Estamos muito gratas por todas essas bênçãos .

CP – Não podemos deixar de falar sobre a representatividade que vemos em ambas as webséries. Você imaginava que produtos LGBTQIA+ poderiam conquistar esse espaço com o público e com meio do audiovisual?

Eu tinha noção que era um público carente de conteúdo, mas a cada ano eu vejo que o número de conteúdos LGBTQIA+ vem crescendo e alcançando mais espaços no mercado. E é muito bom poder fazer parte disso, ser incentivo, conforto e força para alguém mesmo sem saber. O que eu não tinha noção era que a Linha ia crescer tanto em apenas três anos. Que as histórias que saem da minha cabeça iam fazer sentido para tanta gente. Ler os depoimentos, as mensagens de carinho, assustar quando uma fã tatua a frase que você escreveu. Isso tudo é muito incrível e ao mesmo tempo surreal, pois esse reconhecimento vem com muita responsabilidade. Eu sou muito grata por  todos que abraçaram as minhas ideias e acreditaram em mim, sei que ainda tenho muito a percorrer, mas também sei que já percorri um bom caminho“.

CP – Qual a principal mensagem que você buscar passar com o seu trabalho com as webséries?

 “Acho que cada projeto vem com uma mensagem principal diferente. Agora sendo bem clichê, acho que o que liga cada projeto é o amor, independente da forma que seja, se é romântico, amizade, família… Eu sempre tento passar uma mensagem positiva mesmo mostrando o caos. Mostrar situações cotidianas, aproximar a ficção da realidade. Falar sobre os tabus da sociedade, do respeito, de uma forma leve. Tentar fazer que o conteúdo alcance ao maior número de pessoas possíveis e que ele faça diferença na vida de quem assiste”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s