Finalmente ele está entre nós! Depois de diversos adiamentos, “Mulher Maravilha 1984” chega aos cinemas brasileiros nessa quinta (17), e talvez todos esses adiamentos tenham sido cruciais para o filme tomasse uma outra proporção e um outro sentido em meio a uma pandemia mundial.

Estrelado por Gal Gadot e tendo a direção de Patty Jenkins, o filme trás a melhor adaptação de Diana Prince, feita nas últimas décadas, com a atuação brilhante de Pedro Pascal (digna de um oscar) como o antagonista da história e Kristen Wiig como a coadjuvante e alívio cômico que tanto esperávamos nos filmes da DC e começou a ganhar mais espaço após o lançamento de Shazam! em 2019.

Kristen Wiig e Pedro Pascal brilham em ”Mulher Maravilha 1984′ – Warner Bros Picutres/Divulgação

Como o nome do filme já ilustra, ele se passa em 1984, em torno do mistério de um artefato mágico que pode realizar os desejos de quem o pede. A estética voltada para essa época não tem defeitos, mas, quem assiste, sente falta de uma trilha sonora que ilustra os anos 80, já que muitas adaptações passadas nessa época trazem hinos musicais de Michael Jackson, Madonna, Bruce Springsteen e muitos outros.

Chris Pine da o toque final da trama, trazendo não só o romance entre Diana Prince, e Steve Trevor, onde a heroína de mostra independente e até sarcástica nos primeiros minutos de filme, mas vai mostrando o seu lado mais sensível ao lembrar do amado, morto na primeira guerra mundial (cenário do primeiro filme). Ao desejar que Steve volta, Diana acaba recebendo uma surpresa e tem que reeducá-lo em uma nova sociedade.

Gal Gadot e Chris Pine em “Mulher Maravilha 1984” – Warner Bros Pictures/Reprodução

A nova adaptação também trás diversos elementos para que os fãs de Mulher Maravilha saiam do cinema de queixo caído e arrepiados com as cenas de ação. Diana vestindo a poderosa armadura dourada é um dos pontos mais altos do filme.

Se você tem acompanhado todas as notícias de MM84 e está se perguntando como realmente ficou o resultado da caracterização da Mulher Leopardo, pode ficar tranquilo. Patty Jenkins afirmou que não queria que o efeito fosse produzido por CGI, o resultado está mais do que satisfatório em uma luta entre ela e a princesa de Temiscira.

Gal Gadot em ”Mulher Maravilha 1984″ – Warner Bros Pictures/Reprodução

O final é impactante! A mensagem que o filme passa se encaixa perfeitamente na situação atual em que o mundo está vivendo e talvez ela fosse passada com menos importância aos espectadores em “tempos normais”, antes da pandemia, mas levando em consideração essas circunstâncias, o roteiro aguça o lado mais sensível de quem tá assistindo.

E se você está na duvida se essa é uma sequência digna da franquia de Mulher Maravilha, levando em consideração o roteiro do primeiro filme, podemos te responder que sim! MM84 é algo que todos nós estávamos esperando para ilustrar a narrativa de Diana Prince.

Gal Gadot em Mulher Maravilha 84 – Warner Bros Pictures/Reprodução

Infelizmente Patty Jenkins não liberou as duas cenas pós créditos para a imprensa, segundo ela para evitar spoilers do que vem por ai. Ficamos na curiosidade para saber o que é. Seria mais cena unindo o universo da DC, com presença de outros heróis?

Mulher Maravilha 1984 estreia no dia 17 de dezembro no Brasil e no dia 25 de dezembro em alguns cinemas do Estados Unidos (e no HBO MAX).

Avaliação: 4 de 5.

Confira o trailer:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s