Como fazer um roteiro abordando a cultura oriental sendo americano ao mesmo tempo? Parece que a Marvel Studios respondeu essa pergunta com “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, trazendo uma história empolgante, divertida e completamente diferente de todos os outros filmes existentes no MCU.

Mas antes de falar disso, precisamos nos perguntar: Quem Shang-Chi?” Além de ser a apresentação de um novo herói, o filme conta a história de origem do personagem dos quadrinhos que surgiu em dezembro de 1973 no Special Marvel Edition #15 e estrelado brilhantemente por Simu Liu.

A trama também traz a história de origem dos Dez Anéis, que são representados figurativamente e fisicamente, mostrando mais uma vez a genialidade da Marvel ao introduzir artefatos mágicos e sagrados em seu universo.

Simu Liu como Shang-Chi – Marvel Studios/Divulgação

Como dito anteriormente, o filme é diferente de tudo que você já tenha visto no MCU. Em muitos momentos, você nota que está assistindo um roteiro maduro, ousado e voltado para cultura oriental, com cenas visivelmente inspiradas nos títulos do Bruce Lee e outros filmes chineses.

Vale lembrar também que em nenhum momento á uma “cultura americana” sendo introduzida subliminarmente na trama. Todas as lendas são contadas em chinês e os EUA aparecem em apenas 15 min de narrativa (com a presença de atores asiáticos).

Simu Liu e Awkwafina – Marvel Studios/Divulgação

Em “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” também já podemos esquecer das piadinhas ultrapassadas do Capitão América e o humor sarcástico do Homem de Ferro. A parte cômica do filme funciona tão bem, que esse talvez seja o filme mais divertido de todo o MCU. Isso graças a atuação brilhante de Awkwafina como Katy e as cenas que envolvem sua relação de amizade com Shang-Chi.

Leia também: Conheça os personagens em “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”

O filme também traz uma grande lição de amizade a amor de família, acertando o espectador em cheio, sem precisar apelar para romances ou tirar o foco do que realmente a história se trata. A forma com a narrativa é abordada também te faz se apaixonar pelos personagens e querer revê-los em breve.

Marvel Studios/Divulgação

Acredito que você como qualquer pessoa veio nessa crítica para saber sobre a cena pós crédito e nós já podemos te adiantar: Você vai gritar dentro do cinema! Não podemos dizer muita coisa, mas o filme conta com a presença de 2 vingadores.

Com isso concluímos que Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é um dos melhores filmes de origem da Marvel, se juntando a “Viúva Negra” como uma das maiores produções de 2021.

Nota: 10

“Shang Chi e a Lenda dos Dez Anéis” chega nos cinemas nessa quinta, 2 de setembro.

Assista o trailer:

Um comentário em “CRÍTICA | “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” é o retrato de uma Marvel mais madura e focada nos quadrinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s